quinta-feira, 27 de maio de 2010

Santo Amaro da Purificação



Estive no dia 14 de maio em Santo Amaro da Purificação, uma das cidades do Recôncavo Baiano com projeção mundial por causa de dois filhos ilustres: Caetano Veloso e Maria Bethânia. Ali, nasceram e cresceram estes dois grandes representantes da música brasileira e outros de seus familiares.




Foto: Rodrigo Velloso, Mabel Velloso e eu


Fui conhecer a cidade e assistir ao lançamento do CD do cantor e compositor J. Velloso e o lançamento do livro Bembé do Mercado, da escritora Luzia Moraes.



Foto: lançamento do livro Bembé do Mercado, da escritora Luzia Moraes.



Foto: O cantor e compositor J. Velloso

Esta festa foi marcada por apresentações culturais diversificadas e incríveis, com apresentações de samba de roda, capoeira em um evento tradicional, que completou 121 anos, em celebração ao fim da escravidão no Brasil.

Convite da Festa



Foto: demonstração cultural, com muita espiritualidade, fé e alegria



Também tive a oportunidade de assistir a uma linda apresentação de Geronimo e a Banda Mont Serrat, com uma música forte e bonita que, por alguma razão interior, me recordou a energia xamânica, de momentos que vive na região andina.



Foto:Geronimo e a Banda Mont Serrat

Uma pequena cidade, hospitaleira e belas atrações naturais como cachoeiras e grutas e praia fluvial, além de algumas construções históricas, principalmente igrejas, a principal delas a de Nossa Senhora da Purificação, onde no mês de fevereiro, acontece nesta igreja a tradicional lavagem da escadaria, organizada por dona Canô (mãe de Caetano e Bethânia e avó de J.Velloso) com a participação de mais de 400 baianas.



Em uma pequena avenida se encontra a casa de dona Canô que vive na tranqüilidade local.

Em frente à casa está a homenagem: "Caetano, poeta da terra, menino da gente, nós amamos você" e "Bethânia, de tuas cordas vocais emerge esta gente bonita, tua voz é a melhor notícia da terra que te gerou".



Foto: Dona Canô e seu neto, o cantor e compositor J.Velloso e eu

Tive a oportunidade de estar alguns momentos com dona Canô, um exemplo de ser humano, dona de uma paz interior e um sorriso de cativar o coração.


Fotos: Dona Canô e seu neto, o cantor e compositor J.Velloso e eu

Fiquei impressionada com as demonstrações da cultura e espiritualidade regional.

Foi uma alegria e um privilégio conhecer esta pequena e bela cidade.

Foto: A jornalista e presidente da ABIME, Vera Tabach, um representante da cultura e espiritualidade Afrobrasileira, com porte de um verdadeiro príncipe e eu



Luzia Moraes, J.Velloso e um representante da espiritualidade afrobrasileira e eu.



Nenhum comentário: